segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Pensando a vida...

Quero ignorado, e calmo
Por ignorado, e próprio
Por calmo, encher meus dias
De não querer mais deles.

Aos que a riqueza toca
O ouro irrita a pele.
Aos que a fama bafeja
Embacia-se a vida.

Aos que a felicidade
É sol, virá a noite.
Mas ao que nada espera
Tudo que vem é grato.
Fernando Pessoa

sábado, 21 de novembro de 2015

Com pé de geladeira sem uso, um gracioso pesinho de papel!



''Diego está na minha urina, na minha boca, no meu coração, na minha loucura, no meu sono, nas paisagens, na comida, no metal, na doença, na imaginação."
Frida Kahlo

Os Estigmas

"Por isso cuidado, palavras são palavras, ou são verbo ou são nada!"


Reduzir algo complicado é simples.


Zoológicos Humanos


Terminado meu trabalho pra faculdade - Os jardins zoológicos humanos (PP. 1 - 6)
( O Racismo na Europa)
Por: Nicolas Bancel, Pascal Blanchard e Sandrine Lemaire
 Os zoológicos humanos já existiam entre o século XIX e XX, e acontecia que pessoas eram expostas em zoológicos humanos, pessoas de etnias diferentes, essas pessoas vinham de colônias ou ex colônias, e eram tidas como exóticas, selvagens, e até monstruosas. Isso acontecia em toda parte do mundo, mais era mais forte na Europa e nos Estados Unidos. Por que naquela época eles estavam vivendo uma época de dominar tudo, colonizar tudo, para gerar e conquistar mais riquezas. Um vendedor chamado Karl Hagenbeck que era vendedor de animais, quando deparou com aquela cena do zoológico humano resolveu criar a primeira exposição na Europa, e foi bem aceita no local e fez muito sucesso. A forma que essas pessoas eram tratadas é o mais absurdo, ( Elas eram tratadas como se fossem animais irracionais.) Um exemplo disso: Eles jogavam migalhas de alimentos e muitas vezes tacavam objetos para ver a reação delas. E essas pessoas que ficavam servindo de diversão, além de receber essas migalhas e coisas que jogavam nelas, elas recebiam um salário miserável, e tinham péssimas condições de vida, o que impressionava também era que havia exposições de tudo, índios do norte, do sul, de esquimós, de pigmeus, negros, até pessoas com deficiências físicas e mentais serviam de atração. E quanto mais exóticos os povos, melhor. Com a mudança de ambiente desses povos, e também com os maus tratos, muitos deles acabavam morrendo e isso não acontecia só na Europa e nos estados Unidos, os humanos eram expostos, em feira, circos, zoológicos em vários lugares do mundo. E isso aconteceu durante séculos, a sociedade estava numa época de aprender sobre etnias e também estavam desenvolvendo a noção de que eles eram melhores que aquelas pessoas que eles diziam exóticos quando surgiu a divisão de "raças superiores" e "raças inferiores.", eles diziam que os africanos eram o elo entre o macaco e o humano. Passou o tempo e essa exposição ficou menos procurada, as pessoas foram começando a ter uma visão diferente dessa atração, e foram vendo aquilo como se não fosse mais uma novidade, começaram a buscar outros tipos de diversão, foi quando surgiu o cinema, as pessoas foram vendo aquilo como negativo.
Até bem pouco tempo isso ainda aconteceu em Paris em 1907 e 1931.
Vale lembrar também que além de serem expostos os artesanatos, produtos típicos daquelas civilizações eram também comercializadas e suas danças e costumes eram apreciadas, por isso acabou constituindo um fenômeno cultural que foi fundamental de alguma forma para a cultura que antes oculta.

Ana Sonegheti- Pesquisa

Arte dos gêmeos.


Gostei muito dessa frase, exprime o que tenho sentido ultimamente, foi tempo em que eu acreditava nas pessoas, pessoas que eu achava que eram amigas... Não é o mundo virtual, é o real, esse é o que mais decepciona e choca!

Respeite a religião do outro

O respeito não exige compreensão e nem aceitação, é apenas uma questão de educação.

Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande.

As vezes tentamos tudo, buscamos forças nem sabemos de onde pra ajudarmos um amigo ou um companheiro a se tornar uma pessoa melhor. Acreditamos que isso é possível quando amamos, não adianta sermos a melhor amiga que essa pessoa pode ter... É uma pena que as pessoas se deixem levar pelo egoísmo, pelo esquecimento de tudo que fazemos de bom por elas. É uma pena quando nos enganamos com a pessoa que colocamos toda nossa confiança, todo nosso respeito e amor.

Violência também se exprime em palavras

A violência sobre as mulheres não tem só o rosto da pancada, pode estar disfarçada em palavras.
Palavras que se atiram como pedras, insultos que se dizem aos gritos ou em surdina, em tom de escárnio ou desprezo, humilhações que são como pés que esmagam a vontade de viver e sobretudo, amarfanham a dignidade do outro.

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Fazer aniversário é olhar para trás com gratidão e para frente com fé!
Rosaura Gomes

"Com o tempo você vai aprendendo a perceber o que é real e o que não é. Não acredite em tudo que vê. Palavras, presentes, promessas que nunca serão cumpridas... Com o tempo você aprende que nada é perda de tempo se você usar a experiência sabiamente."

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

domingo, 15 de novembro de 2015

Todos nós estamos tristes com o que aconteceu em Mariana
O Brasil todo chora
É um choro que não tem resposta
Porque ninguém se importa
Ele foi tema de cantigas
Foi recurso pra muita gente
Levou agua pras praias do sul
Agora suas aguas estão poluídas
Materiais tóxicos matando, matando
O pobre sabiá hoje chora, chora, chora
O homem só mata, só mata, só mata
Até quando isso vai ser assim?

Ana Lins